ESGUICHO LANÇADOR DE ESPUMA KR

Esguicho lançador de espuma LGE KR2 200 LPM
Esguicho Lançador de Espuma Modelo KR2

Lançador de Espuma KR
Esguicho KR

Esguicho Lançador de Espuma é utilizado para direcionar e lançar o Líquido Gerador de Espuma LGE no foco do incêndio. Por meio de suas aberturas laterais na base do tubo, ele condiciona a mistura do ar com o fluxo, promovendo aeração e formando a espuma de baixa expansão.


Aplicação:

  • Combate a incêndios em líquidos inflamáveis;
  • Combate a incêndio em líquidos inflamáveis (classe “B”);
  • Combate a incêndio em materiais sólidos ou fibrosos (classe “A”) ;
  • Industrias Químicas e Petroquímicas;
  • Corpo de Bombeiros;
  • Carreta de Espuma tipo CE.

Características:

  • O Esguicho lançador de Espuma trabalha em conjunto com o Proporcionador de Linha Z. A mistura água / extrato é feita pelo proporcionador de espuma;
  • Com duas alças possibilitando melhor empunhadura ao operador (modelo KR-4 e KR-8);
  • Através das 4 aberturas laterais na entrada do esguicho é feita a oxigenação da mistura água / extrato;
  • Dotado de aberturas laterais para aeração da solução formando espuma de baixa expansão;
  • Forma espuma de baixa expansão (taxa de expansão: 1 : 10);
  • Pressão de Trabalho: 3 kgf/cm² (42 PSI) até 14 kgf/cm² (200 PSI) ;
  • Compatível com espumas tipo AFFF / HC / AR / AV.

Material do esguicho:

  • Corpo: Tubos de Latão ou Alumínio
  • Cesta: Alumínio
  • Adaptador: Latão de Alta Resistência
  • Acabamento: Polido
  • Vedações: Neoprene

Para o engate e desengate deve-se utilizar a CHAVE PARA CONEXÃO STORZ.


CódigoModeloEntradaCompr.Peso
ES802KR2 – 200 LPM1.1/2″ Engate Storz803 mm1,7 Kg
ES804KR4 – 400 LPM2.1/2″ Engate Storz910 mm3,1 Kg
ES806KR8 – 800 LPM2.1/2″ Engate Storz940 mm3,6 Kg

Esguicho lançador de espuma mecânica LGE
Esguicho Lançador de Espuma Modelo KR4 com duas alças para melhor direcionamento do jato

INSPEÇÃO E CUIDADOS COM O ESGUICHO

Para se ter certeza de que os esguichos encontram-se em condições de trabalho, é necessário inspecioná-los periodicamente.

Esta inspeção deve incluir:

  • Conferência visual de avarias externas;
  • Conferencia com vistas a danos internos;
  • Conferencia de vedação: com a mangueira pressurizada, fechar os esguichos lentamente e observar se há vazamentos;

Visite também Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT.